NOTÍCIAS
VOLTAR Como usar o coaching para um upgrade na carreira

28/02/2019

Crescer na carreira, assumir novos desafios, liderar equipes e ter um bom networking são os desejos de dez em cada dez profissionais. Mas colocar tudo isso em prática não é tarefa fácil.

Por isso, o coaching vem ganhando cada vez mais adeptos. Nos últimos anos, o número de alunos matriculados em cursos dedicados ao tema cresceu 400% no Brasil.
A ideia é simples: o coach, aquele que ajuda a mostrar o caminho a ser seguido, ajuda o coachee a traçar e concretizar seu plano de carreira.
Juntos, os dois definem objetivos e metas a serem atingidos e identificam as habilidades técnicas e comportamentais que precisam ser desenvolvidas para chegar lá.

O coach pode ser um consultor externo ou até mesmo alguém dentro da sua organização. É cada vez mais comum que líderes sejam treinados para exercer o papel de coach junto a suas equipes. Nos Estados Unidos e na Europa, as empresas já gastam mais de US$ 1 bilhão por ano para disseminar a prática entre seus colaboradores.

Saiba como funciona um processo de coaching e confira dicas para tirar um proveito dele: 

Trace diretrizes profissionais

O que você quer alcançar? Todo processo de coaching começa com a definição de metas claras para a carreira e dos passos necessários para chegar lá. É importante estabelecer objetivos realistas. Por exemplo: se você quer continuar na mesma empresa, de nada adianta você almejar um cargo que não existe lá. Para isso, você terá de mudar de companhia ou de ambição.

Nesta etapa é preciso que você avalie a sua atual posição, quanto você ganha, qual é a sua pretensão salarial e quais são as chances dessa mudança acontecer de fato.

Defina quais são os seus valores

Para alcançar os seus objetivos, você precisa, também, saber o que está, ou não, disposto a fazer. Quais são os valores que norteiam a sua vida e o que você mudaria para conseguir um novo trabalho ou posição?

Lembre-se sempre que aqui será necessário estabelecer um equilíbrio entre a sua carreira e a vida pessoal.

Sonde como você é visto no mercado

Para que tudo aconteça como você quer, é preciso que você saiba exatamente o que será preciso ser feito. E, para isso, você precisa saber como o mercado o enxerga.

Faça algumas entrevistas de emprego e sonde se existe possibilidade de crescimento na empresa onde você atua hoje. Esse é um bom momento de feedback. 
 
Foque nas habilidades essenciais para o seu cargo

Primeiro, faça um levantamento dos seus pontos fortes e fracos, aprimorando o lado positivo e trabalhando o que precisa ser melhorado. Tenha em vista, também, os obstáculos que terá de enfrentar e como fará para superá-los.

Uma dica: qualquer profissional precisa saber se comunicar. Essa é uma das ferramentas básicas para o crescimento. Outros pontos importantes a serem trabalhados são a flexibilidade no trabalho em equipe, a facilidade de adaptação a novas situações e o poder de persuasão.

Analise a concorrência

Você também precisa saber se está preparado para enfrentar a concorrência. Se um de seus objetivos é, por exemplo, ganhar um salário de R$ 70 mil, você deve saber qual é o perfil do profissional que ganha essa quantia mensalmente e o que terá de ser feito para que você chegue ao nível desse profissional. 

Mapeie a sua rede de relacionamentos

O networking é de extrema importância nesta etapa de reposicionamento de sua carreira. Analise quais os relacionamentos criados até aqui que o ajudarão a alcançar a posição almejada por você e pense em maneiras de estabelecer novas redes de contatos.

FONTE: http://cursosonline.uol.com.br/assinatura/artigos/formacao-profissional/como-usar-o-coaching-para-dar-um-upgrade-na-sua-carreira/#rmcl


Porto Alegre
Novo Hamburgo
São Paulo

Dicon Consultoria Organizacional © 2015 - Desenvolvido por Royalsoft